Imagens

Palestras Educação a Distância Futuro Autógrafos Comes & Bebes João Mattar Sampa

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

O uso da plataforma Fazgame para o ensino de história e cultura africana e afro-brasileira

Em nossa Mesa Redonda, palestra sobre O uso da plataforma Fazgame para o ensino de história e cultura africana e afro-brasileira, com Patricia Coelho e Dinamara Pereira Machado.

A partir da promulgação da Lei nº 10.639/2003 e das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação, tornou-se obrigatório o ensino de relações étnico-raciais e também de História e Cultura Afro-brasileira. Nossa apresentação buscará apresentar os resultados alcançados,  a partir de desenvolvimento de um Projeto "Game, História e Cultura",  para o ensino infantil, em um colégio particular na cidade de Atibaia-SP. Neste projeto tivemos dois objetivos, bem claros e definidos, a saber: (i) ensinar através de criação de narrativas e (ii) utilizar a plataforma Fazgame como uma ferramenta pedagogica para o ensino das relações étnico-raciais. O corpus selecionado para este estudo é a ferramenta FazGame. A opção por está plataforma deve-se ao fato dela possibilitar uma didática interativa e dinâmica, permitindo ao aluno criar um conteúdo, a partir das aulas expositivas realizadas em sala de aula. Como arcabouço teórico nos sustentamos, principalmente, nas pesquisas sobre games de Huizinga (2003), Coelho (2014; 2013a; 2013b) e Mattar (2010)  e nos estudos sobre Cultura e a História Africana de Appiah (1997),  Hebe Mattos (2003) e Hernandez (2005). A metodologia utilizada é a empírica com base bibliográfica (GIL, 2003). O método utilizado é o hipotético-dedutivo a partir de um estudo de caso. Os resultados alcançados apontaram que a utilização da plataforma Fazgame permite que alunos com idades entre 5 e 6 anos desenvolvessem suas narrativas e, dessa forma, aprofundassem seu conhecimento sobre o conteúdo de História e Cultura Africana como prevê a Lei nº 10.639/2003.

Nenhum comentário:

Postar um comentário